02/09/2012

Menino Joel e o país onde isso não para de acontecer


Dos 37min40 até os 40min10 aproximadamente, a mãe do menino Joel faz um discurso direto, reto, inteligente e digno de ser visto várias vezes. Mas o documentário em si é imperdível, indispensável. Eu arriscaria dizer que é quase impossível não lhe aparecer uma lágrima nos olhos. Uma triste realidade da periferia brasileira e o pior: isso não para de acontecer. Até quando?
Abaixo segue o post original do blog da Maria Frô e o vídeo inteiro.


Dica preciosa da Rachel Quintiliano ’Menino Joel’, documentário que retrata a memória do assassinato de Joel da Conceição Castro, 10 anos, morto em 2010 pela arma de um policial.

Imperdível para entender a violência institucional secular que ceifa vida de crianças e jovens negros em índices de genocídio racial.
Ano passado a jornalista Cynara Menezes fez uma matéria dura e precisa sobre o genocídio negro e citou a dolorida história desta família: Cynara Menezes: a cada 3 pessoas assassinadas, 2 são negras
Em associação Max Filmes e Ecletique
Direção: Max Gaggino
Produção: Rodrigo Cavalcanti
Ass. de produção: Jaqueline Bonate
Assessoria de imprensa: Ana Araujo
Produção musical: Robert Mão de Ouro
Músicas: Eu vim de lá (Mr. Armeng) ; Menino Joel (Negro Davi)

0 comentários: