Terrorismo do Bolsa Família e os efeitos letais do boca a boca

O episódio do pânico coletivo causado pelo boato em torno do fim do Bolsa Família mostrou os efeitos devastadores do boca a boca quando as...



O episódio do pânico coletivo causado pelo boato em torno do fim do Bolsa Família mostrou os efeitos devastadores do boca a boca quando as pessoas temem perder algo importante para suas vidas. As consequências foram visíveis e impactantes, mas as causas estão envoltas num emaranhado de suspeitas, que provavelmente exigirão algum tempo para serem esclarecidas.

O certo é que não foi algo espontâneo, fortuito ou ocasional. O fato de ter atingido dez estados brasileiros, na sua maioria localizados no Norte e Nordeste do país, em bairros periféricos e cidades do interior, mostra que existiu algum tipo de sincronismo para mobilizar pessoas, em geral mulheres, com reduzido acesso às fontes primárias de informação.

A única pista possível e concreta para identificar a origem é a velha pergunta: a quem interessa um episódio como esse? É claro que a questão será inevitavelmente politizada e com isso cada parte terá o seu discurso para livrar-se das suspeitas.

Quem poderia resolver a questão é a Polícia Federal, encarregada pelo governo de investigar o caso, mas a natureza sincronizada da corrida à Caixa Econômica Federal, inclusive para receber um pouco plausível e extemporâneo presente doDia das Mães, no valor de 200 reais, vai exigir da PF um esforço bem maior do que o dedicado costumeiramente a casos de corrupção entre políticos ou em ações espetaculares contra o narcotráfico.

Se a Polícia Federal for capaz de esclarecer rapidamente o caso do Bolsa Família, apresentando resultados irrefutáveis, ela estará prestando um enorme serviço ao país porque se mostrará capaz de neutralizar o uso criminoso do boca a boca para implantar o medo, insegurança e dúvida na população. Isso não é pouca coisa numa realidade onde a informação passou a comandar quase tudo em nossa sociedade.

Este é o nosso grande dilema contemporâneo. Como gerenciar individualmente processos coletivos de disseminação de boatos, rumores e notícias? Todos nós passamos a ter algum tipo de responsabilidade informativa para interromper a sequência de eventos que transformam o boca a boca numa arma letal.

A origem de um boato geralmente é centralizada e verticalizada, mas as suas consequências só podem ser neutralizadas de forma coletiva, com base na soma de vontades e conhecimentos individuais.

Alguém tem um interesse direto e uma estratégia preestabelecida para iniciar o processo viral de disseminação de um rumor ou informação distorcida. Os receptores reagem em função de seus interesses, estado de espírito e nível de informação. Mas quando o boato atinge o bolso, crenças religiosas ou relações familiares, as reações quase sempre são instintivas e emocionais, ampliando os efeitos pretendidos pelo cérebro por trás da boataria.

No caso do Bolsa Família, não adianta politizar porque – aí, sim – cairemos num bate-boca estéril que só aumentará o clima de dúvida e incerteza sobre o qual se apoiou a corrida à Caixa Econômica. O episódio, pelas suas consequências, pode ser classificado como um delito porque provocou vítimas, destruição egerou o terror entre famílias temerosas de perder um benefício que hoje é a base da política de redistribuição parcial de renda no país. É um tipo caso para a polícia, não só da Federal (a quem cabe a maior responsabilidade), mas todas as demais corporações policiais do país.

(Publicado por Carlos Castilho)

COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,5,Apoemático,19,APPs,15,Arte,3,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,7,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,7,Diálogos,1,Diego Pignones,42,Digital,1,Documentários,119,Educar,23,Ensaios,14,Entrevistas,40,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,15,In Memoriam,2,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,31,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1298,Música,81,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,15,Poesia,39,Política Carioca,135,Política Internacional,335,Política Nacional,1003,Q tem pra V,43,Rádio/TV,27,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,18,Teatro,20,Tetraplégicos Unidos,10,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,9,Vídeos,37,Web,44,
ltr
item
COMUNICA TUDO: Terrorismo do Bolsa Família e os efeitos letais do boca a boca
Terrorismo do Bolsa Família e os efeitos letais do boca a boca
http://2.bp.blogspot.com/-0zpfoERm3TE/UZukaFk-apI/AAAAAAAAGtg/an6dKWo7DWw/s1600/images-cms-image-000316162.jpg
http://2.bp.blogspot.com/-0zpfoERm3TE/UZukaFk-apI/AAAAAAAAGtg/an6dKWo7DWw/s72-c/images-cms-image-000316162.jpg
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2013/05/terrorismo-do-bolsa-familia-e-os.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2013/05/terrorismo-do-bolsa-familia-e-os.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy