14/06/2013

24 Momentos dos protestos em SP que você não verá na TV


A intenção desse post não é dizer o que é certo e errado, dizer como um ou outro lado deve agir, mas só mostrar o outro lado da moeda, aquele que os noticiários na TV que falam dos “vândalos” não vão mostrar, aquele diferente do que a tendenciosa Veja mostra, dos policias heróis que salvam a cidade em perigo.
(Publicado no Melhor que Bacon)
Bem, na TV  você não vai ver:


01. A matéria do jornalista Elio Gaspari (O Globo) que afirma que a Polícia começou o confronto armado.

02. E se preferir uma segunda opinião para acreditar, a jornalista da Band que confirma que a polícia começou a violência.

03. Quando os policias começaram a atirar na imprensa, mesmo ela se identificando:

04. A conversa presenciada em plena Avenida Paulista (na manifestação de terça) POR MIM, QUE VOS ESCREVO, ao sair do Conjunto Nacional em direção à minha casa:

05. O policial que foi filmado quebrando O P-R-Ó-P-R-I-O vidro da viatura.

É isso mesmo que vocês leram e viram. O policial quebrou o vidro da viatura dele para culpar manifestantes.

06. As bombas de gás lacrimogênio vencidas há 3 ANOS, que como o próprio fabricante diz: OFERECEM PERIGO SE FORA DA VALIDADE.

07. O jornalista da Carta Capital que foi preso porque estava carregando vinagre na mochila. VI-NA-GRE. É PROIBIDO CARREGAR VINAGRE AGORA?

08. Quando a Tropa de Choque jogou bombas e atirou em manifestantes na calçada por gritarem “SEM VIOLÊNCIA”.

09. Aliás, gritar “SEM VIOLÊNCIA” já era motivo para você levar tiro, mesmo que estivesse na calçada (sem atrapalhar o trânsito) e sem destruir nem agredir fisicamente nada nem ninguém:




10. Esse perigoso manifestante que tem uma ameaçadora flor. Vai que é uma flor bomba né minha gente?

11. O promotor esquentadinho preso no trânsito que disse que se os manifestantes que estavam atrapalhando o dia dele fossem mortos, ele arquivaria o inquérito policial:

Diz ele que estava apenas extravasando.

12. A repórter da Folha, Giuliana Vallone, que foi atingida no olho.

Trabalhando, e tentando ajudar pessoas perdidas na rua, Giuliana levou um tiro na cara.

13. O policial que disse que ia dar voz de prisão a QUEM USASSE MÁSCARA, E IRRITADINHO,  RESOLVEU DISPERSAR O PESSOAL COM SPRAY DE PIMENTA. Será que ele tinha o direito de fazer isso? Rs.

14. Os relatos de pessoas que viram policias arrastando pessoas feridas para fora do hospital.

Relato 1.


15. O relato de um rapaz que foi ajudar um garoto e tomou tiro.

Relato 2.


16. Outros relatos de abuso de poder da polícia como esse eesse.

Relatos 3 e 4.


17. O casal que apanhou às 22h40 (bem depois da manifestação), porque tinham participado dela e agora estavam em um bar.

É isso mesmo, olha aqui a matéria.

18. A professora que não tinha nada a ver com a manifestação, só estava passando, e ao tentar passar longe da confusão levou um tiro na cara.

19. A excelente pontaria da Tropa de Choque. (PS: os manifestantes que tentaram ajudar o senhor também levaram tiro!)

20. O rapaz que mostra que os jovens cansaram de protestar do sofá.

21. O jornalista Pedro Ribeiro, perigosíssimo hein, que precisou apanhar e ser contido por SETE policias.

22. RESUMINDO: jornalistas e cinegrafistas se dando muito mal. Porque essas pessoas que estão ali só para trabalhar, e cobrir a manifestação, representam um grande perigo para a sociedade, hein?

23. E esse tapa de luva em todo mundo que reclama que tá fazendo barulho na hora da novela.

24. E se você não leu esse texto ainda, precisa saber quenão são só sobre os 20 centavos as manifestações.


Concluindo:
É triste ver a polícia exercendo esse abuso de poder com tanta falta de preparo em manifestações populares. Mas nos resta vibrar, pois apesar de estarmos vivendo uma época em que as forças armadas agem de forma desordenada e ilegal, estamos vivendo a era da informação, na qual nós blogueiros estamos aqui para espalhar a notícia para o mundo, época em que qualquer pessoa é um reporter, basta sacar um celular. A informação não é mais unilateral, ninguém precisa engolir os absurdos da Veja ou de qualquer outro veículo que se recusa a dar voz aos dois lados, que não legitima o poder da população por lobby e interesses políticos de poucos. Acabam virando motivo de chacota ao tentarem editar uma matéria que todo mundo sabe que foi diferente.
Quanto mais os policiais agem de forma indevida, mais a população vai se revoltar. E mais ainda virá pela frente.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.