23/08/2013

Senador tucano diz que não alugará mais carro de luxo pelo Senado

Senador tucano diz que não alugará mais carro de luxo pelo Senado

Após reportagem do Congresso em Foco, senador afirma em rede social que o diretório estadual do PSDB, presidido por ele, é quem arcará com o aluguel de R$ 6,6 mil de um carro de luxo, revelado pelo site

O senador Paulo Bauer (PSDB-SC) anunciou que não vai mais pedir ressarcimento ao Senado para cobrir o aluguel de R$ 6,6 mil de um carro de luxo que usa para se deslocar por Santa Catarina. O anúncio, feito na página do Facebook “Diário de Estudante”, da garota Isadora Faber, de 13 anos, ocorre dez dias após o Congresso em Foco revelar que o Senado já havia desembolsado R$ 139.755, desde dezembro de 2011, com o aluguel de um veículo top da Kia para o tucano, sem exigência de nota fiscal. Bauer enviou um vídeo à estudante em que diz que mandará a despesa agora para o diretório estadual de seu partido, dirigido por ele desde o mês passado.


“Como fui eleito em meados de julho e a agenda começou no começo de agosto, fica difícil explicar se estou usando o carro alugado pelo Senado para atividades do Senado ou atividades do partido. Decidi que, desde início de agosto, o custo do veículo que uso não será mais ressarcido pelo Senado”, informou o senador.

Veja o vídeo:



Bauer diz que considera necessário alugar um carro grande para fazer deslocamentos pelo estado com sua equipe. “O fato de ter um veículo um pouco maior, com mais autonomia, se faz necessário porque muitas vezes as viagens são a altas horas da noite, em distâncias muito grandes. Evidentemente, eu não viajo sozinho, viajo com motorista, com assessores legislativos, jornalistas, todos que integram a minha equipe se deslocam em um carro só. Às vezes, temos dois eventos num mesmo dia. O trabalho é intenso”, declarou.

Recibo

De acordo com a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o valor de compra da versão mais barata do Kia Mohave, modelo utilizado pelo senador, é de R$ 157,6 mil. O tucano afirma que aluga o veículo de uma empresa constituída legalmente para essa finalidade e que não apresenta nota fiscal porque não há exigência de apresentação de recibo. “Ela não emite nota fiscal porque a lei em Santa Catarina não exige a emissão de nota fiscal para aluguel de veículos ou de uma casa. Basta um recibo, isso é aceito tanto em Santa Catarina quanto no Distrito Federal, onde o recibo é apresentado para ressarcimento”, disse Bauer.

Responsável pela página Diário de Classe, Isadora Faber, para quem Paulo Bauer gravou o vídeo, ganhou projeção nacional após criar um espaço no Facebook com o objetivo de denunciar os problemas de sua escola em Florianópolis. Atualmente, o Diário de Classe acumula mais de 626 mil seguidores.

Nas últimas duas semanas, o Congresso em Foco mostrou como parlamentares têm alugado carros de luxo e enviado a conta para a Câmara e o Senado. Desde 2012, somente a Câmara gastou mais de R$ 31 milhões em aluguel de veículos para deputados. O recordista nesse tipo de despesa é o deputado Arnon Bezerra (PTB-CE), que gasta todo mês R$ 21,3 mil para locar cinco carros, sendo três de luxo. Já o deputado Manoel Salviano (PSD-CE) loca quatro carros, dois deles de luxo, para percorrer o Ceará. Funcionários chegaram a informar que empresa proprietária dos automóveis pertence ao próprio parlamentar. Mas depois recuaram após a identificação da reportagem. Manoel ainda pediu ressarcimento à Câmara para despesas feitas em hotel do qual é acionista.

(Publicado no Congresso em Foco)

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.