08/11/2013

Documentário conta a história de jornal produzido por moradores de rua


Boca de Rua mostra como publicação serve como forma de comunicação a quem vive em situação de invisibilidade social. Cerca de 135 pessoas passaram pelo jornal e pelo menos 70 saíram das ruas após participar do projeto.

A história de um jornal feito totalmente por moradores de rua da cidade de Porto Alegre (RS) é o tema do documentário Boca de Rua – Vozes de uma Gente Invisível. Lançado esta semana, o vídeo mostra como a publicação serve como forma de comunicação a quem vive em situação de invisibilidade social.

Com textos, fotos e ilustrações que revelam um pouco da realidade escondida nas grandes cidades, o veículo é fonte de renda para os participantes do projeto.

Atualmente o jornal tem 30 integrantes e circula a cada três meses na capital gaúcha. Cerca de 135 pessoas já passaram por sua redação e pelo menos 70 saíram das ruas depois da oportunidade de participar do projeto.

Em um dos trechos do documentário José Ramíres relata sua experiência no jornal.

“Antes de conhecer o jornal Boca de Rua, eu não sabia ler, não sabia escrever. Hoje, graças à Deus, eu escrevo, eu bato foto, eu entrevisto e isso pra mim foi uma grande coisa porque quando eu tô com o jornal me sinto uma pessoa totalmente diferente, entendeu?”

O diretor e roteirista do documentário é o jornalista Marcelo Andrighetti, que conheceu o jornal ao comprá-lo de um morador de rua em 2011. O título Vozes de uma Gente Invisível é uma menção à chamada de capa da primeira edição da publicação.

Fundado em 2001, o Boca de Rua foi idealizado pelas jornalistas Rosina Duarte e Clarinha Glock.

O documentário pode ser assistido na internet através do Youtube (http://www.youtube.com/watch?v=5TtoMSiRn0w).


(Por Leonardo Ferreira, da Radioagência NP)

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.