A boneca Barbie Mandela

"Assisti a semana inteira Nelson Mandela ser reduzido a uma boneca Barbie" Eu não aguento mais. Eu assisti a semana intei...

"Assisti a semana inteira Nelson Mandela ser reduzido a uma boneca Barbie"

Eu não aguento mais. Eu assisti a semana inteira Nelson Mandela ser reduzido a uma boneca Barbie. Da empresa de notícias Fox até a família Bush, os políticos e especialistas de mídia que bloquearam o Movimento anti-Aphartheid e não tiveram problema nenhum em manter Mandela por detrás das grades, vestem hoje a sua imagem da maneira que lhes é mais conveniente.
 
O comentário é de Greg Palast e publicado por Truthout,13-12-2013. A tradução é de Ana Amorim.
Pobre Mandela. Quando não é uma boneca, é uma estátua. Ele se junta agora a Martin Luther King como um outro monumento em bronze cuja função é nos dizer que o Aphartheid foi “derrotado” - citando a ridícula manchete daTimes.
É mais nauseante do que hipocrisia e ignorância. A Barbie Mandela veste uma nova versão do racismo, Apartheid 2.0, que esta piorando tanto na África do Sul como nos Estados Unidos.
A classe dominante cria bonecas comemorativas e estátuas de revolucionários como forma de nos dizer que as suas causas estão ganhas, e portanto podemos ir para casa. Por exemplo, alguns meses atrás, a Suprema Corte dos Estados Unidos anulou o Ato dos Direitos ao Voto, o maior feito do Dr. King, sob a alegação enganosa de que, “evasões discriminatórias flagrantes são raras”, e assim, as práticas eleitorais Jim Crow agora foram “erradicadas.”
“Erradicada?” Em que planeta? A última movimentação dos Republicanos da Flórida para remover 181.000 eleitores de cor – assim como o mau cheiro das favelas de Cape Town – deixam claro que nem Jim Crow, nem o Apartheid foram derrotados. Eles apenas se retiraram temporariamente.
Aliás, os nosso superiores nos EUA e na Europa declararam que King acabou com a segregação, Mandela derrotou o Apartheid; e portanto, as novas vítimas da injustiça racial deveriam calar a boca e deixar de se lamentar.
O Homem Que Andou Lado a lado com Mandela
Para substituir os Mandelas de plástico e metal com carne e osso, eu conversei com Danny Schechter.
Schechter conheceu Mandela pessoalmente, e mais profundamente, do que qualquer outro jornalista norte-americano. “Um dos grandes repórteres da nossa geração, Schechter produziu o Africa do Sul Hoje [em inglês: South Africa Now], um programa semanal para a estação de televisão PBS, de 1988-91, trazendo a causa de Mandelapara os norte-americanos estupidificados e entorpecidos pela isca vermelha de Ronald Reagan.
Schechter acaba de completar a difícil tarefa de produzir o documentário oficial que se faz par à versão de Hollywood da vida de MandelaLongo Caminho para a Liberdade [em inglês: Long Walk to Freedom].
O filme ficcional é sobre triunfo e perdão. O documentário de SchechterMandela Confidencial [em inglês: Inside Mandela], oferece muito disso, mas conhecendo MandelaSchechter inclui a raiva, o desespero e o seu legado magoado: uma África do Sul corroída e ainda dominada pelo brutal apartheid econômico.
Hoje, uma família branca média possui quatro vezes mais renda do que uma família negra. Bem vindos a “liberdade.”
A imprensa dos EUA e Europa se concentraram na santificada habilidade de Mandela em solenemente abdicar da amargura e de todo desejo de vingança, e pelo seu perdão aos seus captores, semelhante a Jesus. Isso para assegurar a todos nós que “bons” revolucionários são aqueles que não responsabilizam ninguém por assassinatos, pilhagens, e horrores cobertos de sangue – ou exigem compensações. Esse é o Mandela vestido como Mahatma Gandhi – dando a outra face para bater, e beijando os seus carcereiros.
Schechter não joga com bonecas. Ele conheceu o homem Mandela - e Mandela como sendo um dentre um grupo de líderes revolucionários.
O círculo de Mandela sabia disso: Você não pode perdoar aqueles que você derrota até você derrotá-los.
E apesar de todo o alarido, Mandela não derrotou o apartheid somente sendo simpático. Nos anos 80, diz Schechter, os brancos sul africanos enfrentavam a seguinte realidade: Os cubanos que derrotaram as tropas Sul Africanas na vizinha Angola estavam prontos para se mover para a África do Sul. Os vietnamitas que haviam derrotado o poderoso EUA estavam aconselhando as forças militares de Mandela.
E assim, enquanto Mandela estendeu uma mão perdoando – na outra mão ele segurava Umkhonto we Sizwe, uma lança no coração do apartheid. E os companheiros de Mandela deram um nó: um embargo internacional, embora permeável, que sitiou a economia sul-africana.
Vendo os escritos na parede (e pressentindo o seu sangue no chão), os cartéis do ouro e diamante de propriedade dos brancos, a Anglo-American e DeBeers, apoiadas pelo Banco Mundial, vieram até Mandela com uma barganha: os negros africanos poderiam ter o poder de voto... mas não o poder econômico.
Mandela escolheu apertar a mão com o demônio e aceitou a continuação do apartheid econômico. Em troca por salvaguardar os interesses do diamante e do ouro e proteger o controle da propriedade da terra, das minas e dos negócios pelos brancos, ele obteve a concessão da presidência, ou pelo menos o título e o escritório.
Foi uma barganha que corroeu o coração de Mandela. Ele enfrentou a ameaça direta de um embargo do capital, e tendo presente a sujeição sofrida pelo seus aliados Cubanos sobre a nacionalização dos recursos, Mandela engoliu o veneno com um sorriso forçado. Sim, uma nova classe média negra sul-africana recebeu uma fatia do “bolo” mineral, mas isso só muda a cor da mão que segura o chicote.
O 1% do Arco-Íris
No final, todas as revoluções representam uma coisa: os 99% versus o 1%. O tempo e a história podem mudar a cor do aristocrata, mas não a sua ganância, contra a qual Mandela parecia quase totalmente impotente.
Então a vida de Mandela foi em vão, a sua história de vida uma fraude? De forma alguma. Nenhum homem faz a revolução.
Temos muito a aprender de uma ampla perspectiva da história de Mandela, de sua tão louvada compaixão pacífica assim como a sua muito acobertada determinação fria e cruel. A rachadura da parede da prisão do apartheid, o fim da guerra racial, se ainda não é uma paz racial, é um feito real de Mandela – e de seus companheiros revolucionários – cujos nomes em sua maioria nunca serão escritos em bronze.
Lendo o novo livro de Schechter Madiba A to Z: The Many Faces of Nelson Mandela (como Mandela é conhecido pelos negros Sul Africanos) e vendo o filme, não feito por Hollywood, de Schechter, fica uma forte impressão: DeMoisés a Martin e Mandela, os nossos profetas nunca atingem a Terra Prometida.
Isso deve ser realizado por nós. O caminho é longo. Comecem a andar.

COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,5,Apoemático,19,APPs,15,Arte,3,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,7,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,7,Diálogos,1,Diego Pignones,42,Digital,1,Documentários,119,Educar,23,Ensaios,14,Entrevistas,40,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,15,In Memoriam,2,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,31,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1298,Música,81,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,15,Poesia,39,Política Carioca,135,Política Internacional,335,Política Nacional,1003,Q tem pra V,44,Rádio/TV,27,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,18,Teatro,20,Tetraplégicos Unidos,10,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,10,Vídeos,37,Web,44,
ltr
item
COMUNICA TUDO: A boneca Barbie Mandela
A boneca Barbie Mandela
http://2.bp.blogspot.com/-bfH4xsEzrcw/Uq9mtKV32OI/AAAAAAAAIC0/2_Jrk0Gw0RA/s1600/nelson-mandela.jpg
http://2.bp.blogspot.com/-bfH4xsEzrcw/Uq9mtKV32OI/AAAAAAAAIC0/2_Jrk0Gw0RA/s72-c/nelson-mandela.jpg
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2013/12/a-boneca-barbie-mandela.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2013/12/a-boneca-barbie-mandela.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy