10/04/2017

Revisitando capas de LP's de reggae - em fotos



Alex Bartsch fez um passeio por Londres fotografando novamente as locações de álbuns de reggae britânicos clássicos.

Aisha, High Priestess (Ariwa, 1987), Cleopatra’s Needle, Victoria Embankment, London WC2, 28 anos depois.

O fotógrafo está envolvido em uma busca peculiar - fotografar capas de discos de reggae britânicos nos locais originais. Um livro das imagens, Covers, buscou patrocínio no Kickstarter e já se encontra à venda no link:


Joe’s All Stars, Brixton Cat (Trojan Records, 1969), rephotographed on Atlantic Road, London SW9, 46 anos depois
Bartsch diz: "A primeira ideia veio a mim quando comprei o Brixton Cat (acima), por Joe's All Stars. Eu moro em Brixton e levei o registro para o mercado onde a foto da capa foi feita, segurando-a e refazendo a foto no comprimento dos braços, combinando o LP com o fundo".

Smiley Culture, Cockney Translation (Fashion Records, 1984), Plough Road, London SW11, 32 anos depois

"A segunda capa foi Cockney Translation da Smiley Culture 12 (acima), que foi fotografada em Battersea. A partir de então, fiquei viciado", explica o fotógrafo.

King Kong, Trouble Again (Greensleeves Records, 1986), City Road, London EC1, 29 anos depois
"Até o momento tenho localizado mais de 40 capas. Algumas eram fáceis de encontrar, enquanto outras levavam meses de trabalho de detetive".

Peter Tosh, Buk-In-Hamm-Palace (Rolling Stones, 1979), Buckingham Palace, London SW1, 36 anos depois
Carroll Thompson, Hopelessly in Love (Carib Gems, 1981), Milton Avenue, London NW10, 34 anos depois
Al Campbell, Rainy Days (Hawkeye, 1978), King Edward VII Park, London NW10, 38 anos depois
King Tubby’s and the Agrovators, Dubbing in the Back Yard (Black Music, 1982), Wembley, London HA9, 34 anos depois
Jah Woosh, Religious Dread (Trojan, 1978), the Parish Church of  Saint John the Evangelist, Kensal Green, London W10, 38 anos depois
É um projeto mais conceitual de Bartsch, cuja fotografia das ruas de Londres mostra uma cidade cheia de inteligência e energia.

Dandy Livingstone, Your Musical Doctor (Downtown, 1969), Molesey Lock, London KT8, 46 anos depois
Outro projeto de Bartsch foi documentar os bairros violentos de Bogotá, na Colômbia.

John Holt, 2000 Volts of Holt (Trojan Records, 1976), Holland Park, London W14, 39 anos depois
Ele fez outras viagens fotográficas para Cuba, Jamaica e Bolívia. Tudo pode ser acessado diretamente em seu site oficial: http://www.alexbartsch.com/ 
Moodie, Early Years (Moodie Music, 1974), Downhills Park Road, London N17, 41 anos depois
Pat Kelly, Pat Kelley Sings (Pama, 1969), the Albert Memorial, London SW7, 46 anos depois
Ele registra sua missão em curso em seu perfil do Instagram, e recentemente se ramificou para Lisboa e Paris.

Bruce Ruffin, Rain (Trojan, 1971), Lesnes Abbey, London SE2, 44 anos depois
(Via The Guardian, livremente traduzido por Marcelo D'Amico)
(Todas as fotos são de Alex Bartsch)

INFORME: Independente, o Comunica Tudo é mantido por uma única pessoa, com colaborações eventuais. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.