25/05/2017

Entrevistas exclusivas da cantora londrina Jesuton e seu novo trabalho


Encantada com a cultura e o povo brasileiro, a cantora londrina veio para conhecer o Brasil.
Jesuton e o marido, o chef argentino Javier Larroquet, chegaram em solo tupiniquim movidos por inspiração e buscando viver algo realmente novo.

Pai nigeriano, mãe jamaicana, cresceu em Londres ouvindo reggae, soul e r&b. Formada em ciências humanas, passou a gostar de bandas como Radiohead, Muse e curtir estilos musicais como drum and bass e dubstep.

Para além da música, Jesuton também se diz apaixonada por antropologia e genética e em meio a um mestrado, apaixonou-se também por música latina. Por isso foi para Cuzco, no Peru, onde começou a cantar num bar e onde conheceu seu marido.




O Rio de Janeiro, em 2012, foi uma opção de trabalho para o chef argentino e uma aventura para Jesuton que, no final das contas, deu mais do que certo. No difícil início em solo carioca, foram morar com amigos no Chapéu Mangueira. Andando por Ipanema teve a ideia de começar a cantar na rua.

Em poucos meses, tornou-se um fenômeno da internet, indo ao programa do Luciano Huck e, para encurtar a história, sendo contratada pela Som Livre e hoje tendo sua voz em algumas novelas da Rede Globo de Televisão.


Recentemente, lançou Home, o primeiro disco com músicas escritas por ela mesma, em parceria do produtor Mario Caldato Jr. Em entrevista exclusiva para a rádio Antena 1, Jesuton falou sobre o novo trabalho.


“O disco é feito de músicas autorais pela primeira vez, então eu vejo este trabalho como se fosse o meu primeiro álbum. O conceito central do disco é uma conversa constante sobre estar e não estar, uma busca, uma viagem de transformação onde você sai de um lugar e vira como que uma versão alterada de si mesmo”, afirmou a britânica.

Além disso, a faixa-título do álbum é uma composição de Jesuton e Bernardo Martins. O clipe, dirigido por Alberto Marchiori, foi gravado em diferentes comunas da província de Vicenza, na Itália e traz a participação da própria Jesuton. 



Para escrever a canção, a cantora afirmou que sua inspiração foram as transformações da vida.


“As minhas viagens, as coisas novas que você encontra e as coisas que você deixa para trás. Mais sobre as coisas que você deixa para trás. Fala bastante sobre a perda. A experiência de perder meu irmão menor e a minha mãe, como isso me tornou uma pessoa diferente.”, revelou.

Jesuton afirma que o processo de produção de seu primeiro álbum foi detalhado, e levou dois anos para ser concluído. Já sobre o nome da compilação, que significa casa em português, ela contou: 


“Vejo que a gente pode acumular várias casas. O Brasil é certamente uma delas. Meu refúgio por aqui é um bairro no Rio de Janeiro, chamado Santa Teresa, onde moro atualmente”.

Em uma outra entrevista exclusiva para a rádio Antena 1, em 2015, a artista contou detalhes do início de carreira e muito mais. Confira:





(Com informações da Rádio Antena 1)

VOCÊ é muito importante para nós. Queremos ouvir SUA VOZ. Deixe seu comentário abaixo, após 'Related Posts'. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.

2 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.