10/05/2017

Gestalt como referência de criação: dicas de livros

Créditos: http://www.emilystrange.com
Tenho a prática de colecionar imagens para estudos de referências e análise de composição. São cartazes de cinema, propagandas antigas, posteres de todos os tipos, rótulos antigos, fotografias e etc. Aproximei minha pesquisa com os estudos sobre a Teoria da Gestalt. Significado do termo alemão Gestalt : figura, estrutura, forma. Durante minha graduação, percebi o surgimento de uma linha de objetos que se igualavam em alguns aspectos.

Segundo João Gomes Filho, “O movimento gestaltistica atua principalmente no campo da teoria da forma, com contribuição relevante aos estudos da percepção de modo geral: - Linguagem / Inteligência / Memória / Motivação / Percepção Visual / Conduta exploratória e Dinâmica de grupos sociais.”

Alguns títulos que orientam meus estudos, apenas como exemplo: “Gestalt do Objeto – sistema de Leitura Visual da Forma” de João Gomes Filho e “Arte e percepção visual: uma psicologia da visão criadora” de Rudolf Arnheim. As obras citadas contribuem para compreensão da forma, para as produções artístico-culturais e os mecanismos perceptivos que se devem levar em consideração para os fatos visuais.

Créditos: Tournée du Chat Noir de Rodolphe Salis-Théophile Alexandre Steinlen
“De acordo com a Gestalt, a arte funda-se no princípio da pregnância da forma. E, assim, no processo de criação de imagens, fatores como equilíbrio, clareza e harmonia visual são imprescindíveis para o ser humano.” Fonte:(http://www.escrituras.com.br/products.php?product=Gestalt-do-objeto%3A-sistema-de-leitura-visual-da-forma)



Texto de autoria de
ANNA POULAIN: arte-educadora, designer e artista visual. 
Formada em Belas Artes na UFRJ.

INFORME: Independente, o Comunica Tudo é mantido por uma única pessoa, com colaborações eventuais. Apoie este projeto: clique nas publicidades ou contribua.

0 comentários:

DEIXE SEU COMENTÁRIO. SUA VOZ É IMPORTANTE.