Vamos falar de samba, futebol e política

Texto de autoria de Fábio Nogueira - estudante de história da Universidade Castelo Branco e militante da Educafro. E-mail: historiadorfabioucb.49@outlook.com


“(...) Se eu chorar não leve a mal
Pela luz do candeeiro
Liberte o cativeiro social

Não sou escravo de nenhum senhor
Meu Paraíso é meu bastião
Meu Tuiuti o quilombo da favela
É sentinela da libertação”

Música: Meu Deus, está extinta a escravidão?
Autores: Cláudio Russo, Moacyr Luz, Dona Zezé, Jurandir e Aníbal.



Quem disse que não podemos misturar carnaval e política? Sob os olhares do regime militar, no início da década de oitenta, poucas escolas de samba do Rio de Janeiro se atreveram a criticar de forma humorada o mar de lama que já assolava o país há décadas (isto mesmo, na ditadura militar). A escola de samba Caprichosos de Pilares rompeu este silêncio ao trazer enredos que criticavam a recessão, a hiperinflação, a corrupção e outras mazelas que continuam conosco até hoje.

Mais de três décadas depois, a escola de samba do subúrbio carioca de São Cristóvão, a Paraíso do Tuiuti, desenvolveu o tema da escravidão e da abolição de modo mais abrangente, mostrando como ainda somos escravos sem percebermos. Tudo veio à mente, a frase do abolicionista Joaquim Nabuco e a obra da escravidão, que vem nos dominando com trabalhos semelhantes e forçados, como há também a escravidão por meio de manipulação ou na veste de pensamentos neoliberais e suas práticas, que no fim nos aprisiona das duas formas mencionadas. A Paraíso do Tuiuti apostou na irreverência em seus últimos carros alegóricos. O fim da CLT, a carteira de trabalho como objeto ultrapassado e o trabalhador sobrecarregado com múltiplas funções e o encolhimento do salário, o patinho da FIESP e os batedores de panelas sendo manipulados. Para o bom entendedor as imagem falam por si só.


Outra escola de samba, a Beija-Flor de Nilópolis, deixou o recado para todas as formas de intolerância e desprezo pela vida. Um país que entoa aos quatros cantos da terra toda a beleza que há nela, de fato, é verdade, vive não só num mar de corrupção, mas também de ódio, com altos índices de homicídios que ultrapassam os de outros países em guerra.


O futebol nos anos setenta e oitenta desafiou o regime militar com vozes independentes, como Paulo César Araújo (PC Caju) e Afonsinho. O ápice dessa ousadia foi a criação da 'Democracia Corinthiana', sob o comando do Doutor Sócrates, Vladimir, Casagrande e companhia.

Afirmar que samba, carnaval e futebol não se devem misturar com a política, não é ficar por cima do muro, é correr do debate. É fingir que nada está acontecendo como a ditadura militar fez nos campeonatos brasileiros, onde havia inúmeros times para despistar da população as atrocidades do regime.

O entretenimento é umas das grandes oportunidades para extravasar nossas insatisfações. A criatividade está aliada ao descontentamento. O carnaval, as escolas de samba e o futebol (e outros esportes), sempre nos ajudarão a fazer temas críticos e questionadores.

(Via Fábio Nogueira: estudante de história da Universidade Castelo Branco e militante da Educafro. E-mail historiadorfabioucb.49@outlook.com)


VOCÊ é muito importante para nós: queremos ouvir sua voz. Deixe um comentário após 'Related Posts'. Apoie o #ComunicaTudo: clique nas publicidades ou contribua. Saiba mais através do email marceloaugustodamico@gmail.com

COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,8,Apoemático,19,APPs,16,Arte,8,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,10,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,11,Diálogos,1,Diego Pignones,44,Digital,1,Documentários,124,Educar,27,Ensaios,14,Entrevistas,42,Fabio Nogueira,16,featured,4,Fotografia,42,Games,3,HQ,16,In Memoriam,4,Informe,1,Jornais,25,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,37,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1301,Música,99,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,19,Poesia,40,Política Carioca,139,Política Internacional,337,Política Nacional,1015,Q tem pra V,77,Rádio/TV,28,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,22,Teatro,31,Tetraplégicos Unidos,13,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,17,Vídeos,48,Web,45,
ltr
item
COMUNICA TUDO: Vamos falar de samba, futebol e política
Vamos falar de samba, futebol e política
Texto de autoria de Fábio Nogueira - estudante de história da Universidade Castelo Branco e militante da Educafro. E-mail: historiadorfabioucb.49@outlook.com
https://4.bp.blogspot.com/-P_v5pqgcgtw/Wot1D6hHGXI/AAAAAAAAQPE/tn2Cx9Ovn0UsqbsSupEFPjJXZx1NG3kywCK4BGAYYCw/s640/Vamos%2Bfalar%2Bde%2Bsamba%252C%2Bfutebol%2Be%2Bpol%25C3%25ADtica%2BCOMUNICA%2BTUDO.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-P_v5pqgcgtw/Wot1D6hHGXI/AAAAAAAAQPE/tn2Cx9Ovn0UsqbsSupEFPjJXZx1NG3kywCK4BGAYYCw/s72-c/Vamos%2Bfalar%2Bde%2Bsamba%252C%2Bfutebol%2Be%2Bpol%25C3%25ADtica%2BCOMUNICA%2BTUDO.jpg
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2018/02/vamos-falar-de-samba-futebol-e-politica.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2018/02/vamos-falar-de-samba-futebol-e-politica.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy