O General, o complexo de vira-lata e os discursos mágicos dos presidenciáveis

Texto de autoria de Fábio Nogueira - estudante de história da Universidade Castelo Branco e militante da Educafro. E-mail: castelohistoriaucb.66@gmail.com


É notório nos últimos anos a presença das chamadas minorias ocupando espaços no protagonismo social do país, e isto vem avassalando a ira de grupos conservadores de vertentes variadas. Não é à toa. Para quem está no poder há séculos, não quer perder a chamada mamata. Vamos lembrar que ainda vivemos num país onde os laços escravistas e patriarcais não foram desatados de vez. Há quem goste de usufruir do poder, seja qual for a classe e a origem, para ser ou reproduzir outros critérios de opressões.

Há quem nasça no meio daqueles grupos chamados minorias e sinta o poder nas mãos e ataque suas próprias origens para dizer que possui um lugar de destaque ao sol.

Não ficarei assustado com o que certo candidato à presidência da República fala e comenta. Fico espantado como há desiguais radiantes neste discurso simplório, fácil para entender. Promete isso e aquilo como se fosse fácil assim, um passe de mágica.

Quer resolver a violência? Dê uma arma às chamadas pessoas de bem e tudo se resolverá ou então fale com o ministro mais competente. Quer resolver o problema da mortalidade infantil? Ensine uma mulher a escovar e tratar os dentes e a mortalidade caíra brutalmente. Simples assim.

E o festival de horrores prossegue.

O prosélito à vice-presidência do mito disse numa declaração patética e sem nexo, que herdamos tudo de ruim dos índios e pretos desse país.

"Essa herança do privilégio é uma herança ibérica. Temos certa herança da indolência, que vem da cultura indígena. Eu sou indígena, minha gente. Meu pai é amazonense. E a malandragem, Edson Rosa (vereador de Caxias do Sul), nada contra, mas a malandragem é oriunda do africano. Então, essa é o nosso cadinho cultural. Infelizmente, gostamos de mártires, líderes populistas e dos macunaímas", afirmou Mourão, em trecho gravado pelo jornal "Pioneiro".

General Hamilton Mourão, candidato a vice presidente da república pelo PRTB
Leia mais: Entidades repudiam fala de general vice de Bolsonaro sobre negros e índios

Em dado momento lembrei-me dos eugenistas dos séculos XIX e XX, que afirmavam que a miscigenação era algo degradante e que a única solução para civilizar o Brasil era a vinda do imigrante europeu.

**O professor Antropólogo da USP, Kabengele Munanga, em seu livro Rediscutindo a Mestiçagem, comentava a grande preocupação de intelectuais dos séculos XIX e XX sobre como formar um tipo de nação sem o vestígio negro e indígena. A miscigenação não era o consenso entre todos. Alguns desses intelectuais tinham ideias além, bem para o futuro, a médio e longo prazo, de que a nação brasileira apagaria de vez os fatores não brancos. Seríamos a maior nação de descendentes europeus fora da Europa.

O vice afirma que tem sangue indígena. Adianta algo? Identificação vai além da questão de pele. Está na cabeça de todos nós. Não bastar dizer que sou preto, índio, branco ou seja lá o que for e usar os mesmos métodos de opressão contra as minorias. Iguais ao general, há milhares que tiram proveito desses clichês para fazer cócegas no ouvido.

Não faço parte daqueles que veem com olhos românticos a ideia ufanista da miscigenação; a venda que havia nos meus olhos foram tiradas há muito tempo. Não questiono a miscigenação em si. Entretanto, porque o mesmo grupo étnico e sempre são os mesmos que dominam o país há milhares de anos?

Ainda bem que o historiador não tem capacidade de prever o amanhã, isto é trabalho para sociólogo. Estudando o passado do Brasil e entendendo o hoje, da calafrios querer saber o que acontecerá amanhã.

Na Lei e na Raça. Legislação e Relações Raciais, Brasil-Estados Unidos; de Carlos Alberto Medeiros. Ed. DP & A
Se esse senhor estudasse mais a história do povo indígena, pensaria mais de duas vezes antes de mencionar esta frase infeliz.

Por incrível que pareça, concordo quando ele afirma sobre o nosso complexo de vira-lata, mas ao contrário, temos que dar valor ao nosso Macunaíma, do dia a dia. Este 'matar um leão por dia' para ter um mínimo de dignidade.

As eleições estão por vir. Há candidatos para todos os gostos, da extrema esquerda à extrema direita . Dos liberais aos intervencionistas. Daqueles que vão vender o país aos que dizem que para gerar mais empregos, o trabalhador tem que abrir a mão dos direitos sociais. Há os pseudo-historiadores de redes sociais que por preguiça de ir às fontes, aceitam tudo o que veem pela frente sem filtrar nada. Há os que defecam o ódio pela boca e depois aparecem nos templos religiosos orando para o deus da guerra.

Está difícil ser otimista neste país. Mas como tudo não é desgraça no Brasil, estamos colhendo os frutos de duas gerações com olhares diferentes e com pensamento único: BASTA!

(Via Fábio Nogueira: estudante de história da Universidade Castelo Branco e militante da Educafro castelohistoriaucb.66@gmail.com)


VOCÊ é muito importante para nós: queremos ouvir sua voz. Deixe um comentário após 'Related Posts'. Apoie o #ComunicaTudo: clique nas publicidades ou contribua. Saiba mais através do email marceloaugustodamico@gmail.com

COMMENTS

BLOGGER: 1
Loading...
Nome

Anna Poulain,8,Apoemático,19,APPs,16,Arte,15,Arte Digital,17,Artigos próprios,105,Artigos reproduzidos,286,Biografias,1,Cinema,11,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,7,Cultura,14,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,11,Diálogos,1,Diego Pignones,44,Digital,1,Documentários,124,Educar,30,Ensaios,14,Entrevistas,44,Fabio Nogueira,18,featured,4,Fotografia,45,Games,3,HQ,16,In Memoriam,4,Informe,1,Jornais,26,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,25,Literatura,41,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1303,Música,112,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,57,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,20,Poesia,40,Política Carioca,141,Política Internacional,341,Política Nacional,1024,Q tem pra V,97,Rádio/TV,29,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,24,Teatro,37,Tetraplégicos Unidos,17,Tirinhas,4,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,17,Vídeos,54,Web,45,
ltr
item
COMUNICA TUDO: O General, o complexo de vira-lata e os discursos mágicos dos presidenciáveis
O General, o complexo de vira-lata e os discursos mágicos dos presidenciáveis
Texto de autoria de Fábio Nogueira - estudante de história da Universidade Castelo Branco e militante da Educafro. E-mail: castelohistoriaucb.66@gmail.com
https://1.bp.blogspot.com/-nxrp_FUrtSI/W22XDcdI35I/AAAAAAAARsA/KRhnu_M6aZ8UcozFqEbyrUgo-0w6svtnACK4BGAYYCw/s640/O%2BGeneral%252C%2Bo%2Bcomplexo%2Bde%2Bvira-lata%2Be%2Bos%2Bdiscursos%2Bm%25C3%25A1gicos%2Bdos%2Bpresidenci%25C3%25A1veis.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-nxrp_FUrtSI/W22XDcdI35I/AAAAAAAARsA/KRhnu_M6aZ8UcozFqEbyrUgo-0w6svtnACK4BGAYYCw/s72-c/O%2BGeneral%252C%2Bo%2Bcomplexo%2Bde%2Bvira-lata%2Be%2Bos%2Bdiscursos%2Bm%25C3%25A1gicos%2Bdos%2Bpresidenci%25C3%25A1veis.jpg
COMUNICA TUDO
http://www.marcelodamico.com/2018/08/o-general-o-complexo-de-vira-lata-e-os.html
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/
http://www.marcelodamico.com/2018/08/o-general-o-complexo-de-vira-lata-e-os.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS CONTENT IS PREMIUM Please share to unlock Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy