Viver ao lado das diferenças faz muito bem

SHARE:

(Texto escrito por Fabio Nogueira, estudante de história e professor voluntário de pré vestibular comunitário.)


"Estimule seu filho a conviver com os diferentes e com as diferenças. Faça isso para ele, mesmo formado, empregado e bem remunerado; não se torne um idiota completo nos moldes do dito 'patriota' e 'cidadão de bem'." - Paulo Branco Filho, Cronista e professor.

Esta frase do meu amigo Paulo Branco trouxe lembranças do passado, na fase em que eu era manso, coxinha e careta. Um período, se caso estivesse alguma máquina do tempo, contornaria a situação, mas isso é impossível e deixamos para isso para trás.

Em que me lembre, quando estava naquela fase juvenil/ adolescente, vivíamos sob os rótulos das aparências e do caráter. Ouvíamos e éramos treinados a entender que as pessoas diferentes de nós eram perigosas, poderiam estragar os hábitos e valores tradicionais da família. Esses conselhos eram vindos dentro e fora de casa.

A escola era o mais perfeito “laboratório” para exclusão. Não poderíamos fazer amizades com gays, praticantes de religiões de matrizes africanas (o famoso “macumbeiro”) e outros de condutas duvidosas. Era comum, por exemplo, um vizinho bem-intencionado comunicar ao nossos pais que estaríamos em má companhia e o perigo de ter o caráter questionado era grande. Ser diferente era crime. Ser amigo dessa gente “diferente” era ser igualado ao mesmo.

Não foi fácil. O processo de libertação mental é duro para ser quebrado e exige muita luta e perseverança. A libertação começa a partir do momento em que não me sinto mais identificado com a religião e começo a explorar outros caminhos sem requisito pré-determinado.

No início dos anos dois mil minha vida começa a tomar outros rumos. Movimentos sociais, pré-vestibular comunitário e estudo de história fizeram-me olhar o mundo e todas as suas formas de diversidade. Foram laboratórios. Desde então, mais independente na opinião e formação, passo a olhar aquele que é diferente não como inimigo desagregador de costumes, apenas diferente. A partir dessa mudança de comportamento, tudo se torna fácil para o melhor entendimento. Afirmo: não é fácil. São trabalhos que devemos incutir como novos hábitos de ideias e comportamento. Livre-se da máscara da hipocrisia.

O episódio envolvendo aquele motoqueiro e o morador do condomínio, na cidade de Valinhos, no estado de São Paulo, cabe perfeitamente na frase acima descrita pelo professor Paulo Branco.

O fim da escravidão no século 19 não significou o reconhecimento dos libertos ao direito à cidadania. O Estado também não preparou os cidadãos libertados a acolherem os emancipados. Nada mudou, inclusive a obra da escravidão que continua incólume e ativa. A ação do morador do condomínio que quis colocar o entregador no seu devido lugar é típica das classes dominantes e também comum nas classes menos favorecidas. A única diferença é que essa última reproduz os modos operantes de opressão.

Ainda é válido destacar que no Brasil houve quem se beneficiou com as políticas de inclusão social e distribuição de renda e passou a alcançar voos mais ousados. Isso deixou furioso quem estava habituado a estar na zona de conforto, a não repartir seus espaços sociais com os diferentes e as diferenças. Tudo isso provocou uma avalanche de ódio racial, classe, gênero e religião.

De nada serve a velha propaganda de que somos uma nação múltipla e colorida, em que ainda pese manter-se apartados os diferentes, colocando-os num mundo à parte. Quem tem a ganhar com isso? Ninguém.

O ex- Ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, na sua tese de doutorado* em defesa das Ações Afirmativas, destacou que empresas que trabalham com perfil das diferenças só tem a ganhar com isso. O ambiente de trabalho fica mais produtivo, leve e harmonioso. Partindo da convivência diária, todos passam a relatar experiências diferentes umas das outras.

Sabemos que este trabalho de tratamento aos diferentes e a diferença é longo. Ainda há arestas que não se desmancham tão fácil assim. São trabalhos pautados na paciência e que no futuro vamos testemunhar o surgimento de outras gerações onde o respeito ao próximo e as barreiras que impediam o convívio entre os diferentes, porém iguais, passem a ser fatos do passado.

* - As Ações Afirmativas e os processos de promoção da igualdade efetiva_ BARBOSA, Joaquim Gomes.
Seminário internacional _ As minorias e o direito.


O texto é dedicado a todas famílias dos cento e vinte mil mortos pela COVID 19, a atriz Chica Xavier e o Bispo ativista Pedro Casaldáliga.

(Texto escrito por Fabio Nogueira, estudante de história e professor voluntário de pré vestibular comunitário.)




COMMENTS

BLOGGER
Nome

Anna Poulain,8,Apoemático,19,APPs,18,Arte,30,Arte Digital,21,Artigos próprios,107,Artigos reproduzidos,286,Biografias,3,Cinema,14,Citações,20,coluna S I T T A,5,Consumidor,24,Contos,14,Crônicas,9,Cultura,22,Dados estatísticos,17,Depressão Comunica,15,Diálogos,1,Diego Pignones,44,Digital,3,Documentários,126,Educar,32,Ensaios,14,Entrevistas,45,Fabio Nogueira,43,featured,4,Fotografia,49,Games,4,HQ,19,In Memoriam,5,Informe,1,Jornais,29,Jornalismo Literário,7,Língua Inglesa,1,Língua Portuguesa,26,Literatura,42,Machismo,17,Memórias de minha janela,10,Mídia,1307,Música,129,nota,9,Nota.,223,Notificando,3,Outros Blogs,2,Pablo Pascual García,1,Pensamento e Comunicação,65,Pensamentos tupiniquins,196,Pintura,21,Podcast,5,Poesia,43,Política Carioca,144,Política Internacional,349,Política Nacional,1050,Q tem pra V,98,Rádio/TV,37,Rapidinhas do Sr Comunica,29,Saúde,27,tattoo,5,Teatro,37,Tetraplégicos Unidos,19,Tirinhas,5,Tupi Guarani Nheengatu,8,Viagem,18,Vídeos,68,Web,54,
ltr
item
COMUNICA TUDO: Viver ao lado das diferenças faz muito bem
Viver ao lado das diferenças faz muito bem
(Texto escrito por Fabio Nogueira, estudante de história e professor voluntário de pré vestibular comunitário.)
https://1.bp.blogspot.com/-S-6wXUwsby0/X06b0JVH-1I/AAAAAAAATjQ/Xns8ViB1-_cJSjwfCwFYK9tlnjMRlPnYwCLcBGAsYHQ/s640/Comunica%2BTudo.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-S-6wXUwsby0/X06b0JVH-1I/AAAAAAAATjQ/Xns8ViB1-_cJSjwfCwFYK9tlnjMRlPnYwCLcBGAsYHQ/s72-c/Comunica%2BTudo.jpg
COMUNICA TUDO
https://www.marcelodamico.com/2020/09/viver-ao-lado-das-diferencas-faz-muito.html
https://www.marcelodamico.com/
https://www.marcelodamico.com/
https://www.marcelodamico.com/2020/09/viver-ao-lado-das-diferencas-faz-muito.html
true
4187826622770269860
UTF-8
Loaded All Posts Not found any posts VIEW ALL Readmore Reply Cancel reply Delete By Home PAGES POSTS View All RECOMMENDED FOR YOU LABEL ARCHIVE SEARCH ALL POSTS Not found any post match with your request Back Home Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy Table of Content